terça-feira, 7 de janeiro de 2014

00:31


Já é sexta-feira e eu sinto aquele cansaço da semana toda,mas nenhum pingo de sono. Não me arrisco a deitar,porque sei que as invés de sono,o que virá serão aqueles pensamentos inúteis,lembranças que não se apagam e situações que nunca aconteceram. A noite é tipo um castigo causado pelas minha promessas não cumpridas. Devo ao banco,devo à Deus e São Longuinho,santo dos pulinhos. Lembrei que eu já me apaixonei por um maluco. De verdade. De verdade,o maluco. Sérias tendências psicopatas. Eu me apaixonei por isso. Imaginava a gente bolando planos infalíveis,que nem o Cebolinha,porém com uma resposta positiva. Imaginava também o sexo. Nós de mãos dadas pela cidade,xingando todo mundo mentalmente. Desisti de ir frente quando eu ouvi ele falar sobre o psiquiatra dele. Aquilo não era pra mim. Eu não  precisava de um gêmeo,eu precisava de um desafio.


Priscilla Way.

7 comentários:

  1. Que doideira... se nao aconteceu nada... vc teve algum amor platonico?
    Cha antes de dormir me ajuda... :P

    ResponderExcluir
  2. "Aquilo não era pra mim. Eu não precisava de um gêmeo,eu precisava de um desafio". Que legal. que final sensacional. Pri. Delicioso esse texto.

    http://apoesiaestamorrendo.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Perdoe-me, mas: texto phoda!
    adorei ;*

    ResponderExcluir
  4. ''Lembrei que eu já me apaixonei por um maluco.''

    Socorro!!! É dos malucos que eu gosto. Hahahaha

    Estou lhe seguindo também!

    :*

    ResponderExcluir
  5. Sinceramente?
    Eu queria saber o que anda passando com vc. Ultimamente vc tem escrito coisas de efeito e impacto. Textos curtos com vários significados.
    As vzes penso que sou eu q estou sensivel demais Sei la.
    Me apaixonei por um maluco, mas eu era o desafio dele.

    ResponderExcluir
  6. Há uma certa honestidade e despudor nos seus textos que é cativante. Assim que são escritas as palavras que querem sair do peito, da agonia do imperfeito, da vasta solidão e dos amores doidivanos.
    Adoraria uma visita ao meu singelo blog:

    http://leigopoeta.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Uau quanto tempo não passo por aqui... Gostei muito do texto! Sei como é deitar esperando um sono profundo, e se ver rodeado de todos os seus tormentos e erros como se apaixonar (no meu caso não por um psicopata kkk)
    Estou dando uma volta pela blogosfera depois de todo esse tempo e lembrei do seu blog, que bom que ainda está ativo *-* beijos!

    ResponderExcluir

Oi