domingo, 30 de junho de 2013

Alice III


Foi limpar as janelas do 13º andar, num dia de domingo,e então, ele nunca mais a (vi)u. Não (va)leu a pena.

Priscilla Way.

domingo, 16 de junho de 2013

Das coisas boas que perdem a graça quando fico com saudade.




Dormir até tarde
Comer chocolate
Pizza o dia todo
O recheado do biscoito
Celular com crédito
 Tela quente + filme inédito
Feriado no meio da semana
“Era você de aracaju ou do alabama” *
Tempo chuvoso
Suco de laranja e pão com ovo
Nescau de caixinha
Salgados de festinha
Tudo isso vale nada
Quando fico com saudade
O que é bom,vira maldade.


Priscilla Way.



* Trecho da música "telegrama" - Zeca Baleiro.

quarta-feira, 12 de junho de 2013

Dos sentimentos que nos damos conta debaixo das cobertas.



Faz um frio bom por aqui. E eu tô pensando no meu amado. Sempre ele,claro. Eu também estava pensando em mim,mas pensar em mim,é pensar no meu amor,já que somos um só. Fundidos de corpo e alma. A gente não mais se completa,porque já somos completos. Agora somos. Não é mais um tempo se adaptação,é um tempo de viver. E amá-lo é viver.

Priscilla Way.

sábado, 1 de junho de 2013

Descrevendo a minha saudade.




Ela começa querendo sair de mim,pelos meus olhos,querendo escorregar até os meus lábios pra me fazer sentir seu gosto salgado sempre conhecido.

Depois,quando percebe que,de primeira,não transbordará tão facilmente,ela desce,vai até meu coração,e começa a pôr peso nele. Aperta o botão da angústia. Ela sente em cima do meu coração e faz sentir que todo o meu corpo está cansado,daí eu vou deitar. Deito. Levanto. Fico inquieta com essa coisa pesadas dentro de mim. Eu tento não lembrar,não fazer contagens regressivas - porque,agora,sete dias,são a eternidade - eu tento me distrair,sentar ereta no trabalho,lembrar que tenho que estudar,ouvir musica no ultimo volume - aí as musicas tem que lembrar você,né - Além disso,tem essas fotos no celular,no computador. Dor. Sete dias com esse peso,procuro vídeos "engraçados" pra rir,pelo menos uma vez na semana,geralmente não os encontro.

Aí a saudade consome o meu corpo,a minha mente. Eu tento me sentir "gente grande" tentado controlar uma emoção,tentando não ser ansiosa. Mas eu ainda dou cambalhota na cama,porque vou me dar ao trabalho de nao sentir saudade?

Quinta-feira: Coração acelerado!
Sexta- feira: só mais um dia!
Sábado: Dormir pra passar as horas!

Aí você vem 

e me faz
bem.

Aí depois de horas

você vai embora
meu coração,coitado
apenas chora.

Aí termina ela querendo sair de mim,pelos meus olhos,querendo escorregar até os meus lábios pra me fazer sentir seu gosto salgado sempre conhecido.



Priscilla Way.