terça-feira, 29 de junho de 2010

Eu me enganei em confiar.

Me enganei em confiar em ti.

Lembro de você dizendo: " você não confia em mim?"
e eu fiquei calada..mas eu confiava e fui confiando mais ainda durante todo esse tempo,mas quando eu mais precisei de um abraço,você se negou! Sempre estará ocupado para mim,não é?
Eu não precisava nem de um beijo seu,era só um abraço que eu queria..só alguém "confiável" para entender as minhas lágrimas de hoje.Mas dessa vez eu percebi de uma vez por todas que isso tudo,realmente,não passa de uma relação sem coração.Desculpa,mas meu combustível é o sentimento.Ajudar e ser ajudado é uma coisa que sempre esteve presente na minha vida.É isso o que amigos (ou amores) fazem,mas vejo que você já não é nenhum dos dois.E o pior é que você sabe como me ganhar,sabe que eu sou fraca com palavras doces(que nem sempre são sinceras),mas dessa vez..eu já não sei se vai ser assim.Parei de contar os dias com você,pra mim tanto faz se já passou de um mês.São apenas dias.Com você é assim,apenas dias.Nada de tão especial,não é? Deveria ser castigado quem não tivesse sentimentos.


Priscilla.

sexta-feira, 25 de junho de 2010

Espero que essa seja a última poesia pra você.

Eu não gosto de lembrar,
eu não gosto de chorar.
É uma coisa confusa,
é um gostar que me usa,
é um ser carente
que fala comigo,
mas não se engane,
ele não é meu amigo,
é um gostar doente.
Ele tem tudo o que eu quero,
tudo o que me excita,
tem também tudo o que eu odeio,
tudo o que me irrita.
Nessa relação sem coração
nunca houve amor
nunca houve por ser tão recente
só deu tempo de experimentar a dor.
Até que eu estava bem
mesmo na caseira "reabilitação"
quando no dia em que eu esqueci de tudo
veio você com a temida ligação.
Sorte minha não estar em casa para atender?
ou seria azar o meu ficar curiosa para ouvir
o que você tem a dizer?
E agora,definitivamente,começo a perceber
que tenho que assumir : eu não sei me entender.
{Priscilla}

terça-feira, 15 de junho de 2010

O dia ainda não terminou.

Você pode até aparecer na minha frente e passar por mim como se eu não existisse,mas aí eu digo pra você: O dia ainda não terminou,meu amor.Não há nada melhor do que te encontrar depois das 15:00h e olhar para aquela sua cara de arrependimento.Sinceridade é uma coisa que você não conhece.Acho que o seu cérebro é pequeno demais para poder decifrar o que tento te dizer e te digo em códigos porque sei que o que há (ou houve) entre certas duas pessoas,é só mais um segredo para a nossa (minha) coleção.Mas começo a conhecer pessoa que falam claramente o que querem e assim,andar na rua não é mais uma tortura,pois ao invés de ir lembrando da sua falta de verdade,vou lembrando de conversas agradáveis que tive com pessoas agradáveis.O meu caminho se tornou mais divertido.Mas você continua me olhando com aquela cara de ai-meu-Deus-o que-eu-faço? enquanto eu te digo: O dia ainda não terminou,meu amor.

Você errou por me julgar "inocente-boba-ingenua" só por me olhar,mas agora nós dois sabemos quem,realmente,se deu mal nessa história.
Priscilla.

quarta-feira, 2 de junho de 2010

Eu nunca imaginei.. [post antigo,mas que eu gostei tanto te ter escrito]

Nunca imaginei que eu seria do jeito que sou,nunca imaginei que alguém poderia rir das minhas piadas que não tem nenhuma graça,nunca imaginei que alguém gostaria de ler o que eu escrevo,nunca imaginei que eu faria coisas que eu disse: 'JAMAIS FAREI ISSO!!!
Pois é,as pessoas falam que as pessoas mudam,mas eu nunca acreditei nisso..mas ontem a noite eu percebi que as pessoas mudam sim! e que eu também mudei..e acredito que para melhor!
Acho que a minha insonia está servindo para alguma coisa útil.Não consigo dormir,mas pelo menos consegui mais tempo para pensar nos motivos das coisas acontecerem.


Nunca pensei que um dia eu ia fazer parte de algum fã clube,nunca pensei que um dia eu ia conhecer alguém (pessoalmente) do meu Orkut,nunca pensei que eu fosse ter um blog e blábláblá.

Percebi ontem que eu tenho tanto medo.Tá,disso eu já sabia,mas eu não sabia quantos medos eu tinha e mesmo assim nem consegui contar.Tenho medo de coisas absurdas..Tipo: POSTO DE GASOLINA! cara,me diz o motivo disso??? eu penso que sempre que eu passo por um posto de gasolina alguma coisa de ruim pode acontecer! o posto pode explodir ou um carro desgovernado pode me atropelar e talz.Ainda bem que isso nunca aconteceu e eu espero que nunca aconteça.

Também tenho medo de mendigo,medo de banheiros vazios,medo de palhaço,medo de ônibus,medo de caminhão,medo de insetos,medo de cachorros grandes,medo de gatos,medo do escuro,medo de árvores,medo de errar,medo de me perder,medo de chegar atrasada,medo de perder as pessoas que amo,medo de viajar sem abraçar a minha mãe,medo de perder minha agenda..enfim,são muitos medos para um pessoinha de 16 anos..será que eu preciso de um médico? ah,mas eu tenho tanto medo de hospitais..


Priscilla.