quinta-feira, 6 de fevereiro de 2014

Sendo Helena




Eu deveria ter te chupado, ao invés de ter te dado meu amor.
Eu deveria ter ficado de quatro, num entra e sai, com dor,sem dor
Eu deveria ter ficado por cima, olhando pra tua cara, enquanto gemia
Eu deveria ter te puxado os cabelos, sentindo prazer, enquanto você me comia.
Mas aí eu te amei, tive consciência e não te dei
Ser fiel a mim mesma foi melhor do que um orgasmo
Não te devo nada, porque eu não errei
Ache outra vítima, procure outros buracos.
Mas caso eu tivesse me traído
Já que eu me contradigo o tempo todo
Naquela tarde, meu querido
Eu teria te dado gostoso.

Priscilla Way.

11 comentários:

  1. Mas abnegar-se do próprio desejo não é ser infiel a si mesmo?

    Gostei do poema. A voz lírica feminina, mesmo sendo enfática, bem consciente da sua ruína, ainda se revela precavida, ainda se poda diante daquilo que poderia lhe fazer bem também. Curioso...

    ResponderExcluir
  2. Muito bom, gostei da sinceridade e do despudor das palavras.

    A insuficiência e a insipiência do prazer pelo prazer. O orgasmo que sempre soará provocante, tentador...mas que é oco se destituído de sentimentos.

    Uma curiosidade, quem é Helena?

    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  4. ''Uaaau'' foi o que eu disse em voz alta ao terminar de ler, sem nem perceber. Gozei! Oops, quero dizer: gosteeei rs. Piada besta, mas não resisti rs.

    :**

    ResponderExcluir
  5. Gosto desses sentimentos puros transpostos em palavras. Dá um quê a mais em qualquer escrita!

    ResponderExcluir
  6. Maravilha!²
    Lembrei aqui que adorei quando me fizeram isto hehehe...

    ResponderExcluir

Oi