quarta-feira, 16 de outubro de 2013

G.


Dessa vez não faço uma "poesia" ou uma carta daquelas que alguém tem guardado. Dessa vez é como se fosse um "adeus" forçado. Com lágrimas nos olhos,eu lembro de toda uma amizade,cheia de coisas novas,nada de clichês. Conheci alguém que me fez abrir a boca e elogiar: Incrivel! 
Parece até que todo esse tempo,nossa amizade tinha prazo de validade e ninguem me avisou. 
Se não der mais certo,meu muitissimo obrigada por me fazer ser especial naquele tempo,por me ouvir e zombar de  meus dramas pra não nos deixar constrangidos. Obrigada pela inspiração,pelas conversas,pelas loucuras.

Expondo isso para que você possa saber dessa minha saudade de novo,porém sem dizer que eu estou "viajando".

P. Way

Um comentário:

Oi