terça-feira, 20 de agosto de 2013

Livre.

                                                                        Imagem

Não. Não preciso. Não mais. Sou pequena,medrosa,ansiosa,mas sei o que quero,e isso eu não quero. Eu consigo. Pensei em mandar carta e falar sobre o tempo que fez falta,sobre o tempo que eu achava,sobre o tempo que eu me iludia. Agora não tenho mais vontade de nada disso. Crescer é bom. Dói,né. Mas o que não dói? Até o pingo da água fria da chuva dói. Eu sou frágil. E sou canceriana,isso resume meus defeitos. Eu corro por ruas escuras de segunda  à sexta,eu acordo com vontade de dormir,mas acordo. Eu não preciso de você. Mama,está errada.  

Priscilla Way.

3 comentários:

  1. Sou igual a ti Pri, não sou tão pequeno: Sou medroso, ansioso, não sei o quero... Sou de Sagitário.

    http://apoesiaestamorrendo.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Cara, tô assim '-' haha

    http://blog-virgula-e-aspas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Nossa q texto bom s2 Amei

    ResponderExcluir

Oi