terça-feira, 18 de outubro de 2011

A semana toda.

Menos de um metro e cinquenta e ela já é essa velha pessimista,essa jovem profundamente desesperada por algo novo,esse bebê chorão.Dezoito anos e acha que está morrendo - talvez esteja mesmo,todo mundo está.Tão divertida,sorrisos,sorrisos,talvez ela seja uma boa companhia,mas experimente virá-la ao avesso,é tão ruim que pode até contagiar.Parece uma criança perdida,com medo de fantasmas e humanos,desejando nunca ter saído de onde saiu.Lembrar da infância,da inocência,todo mundo era legal,a única coisa que a deixava triste era quando a mãe não lhe comprava sorvete depois da aula.Aí ela cresceu,coisas chatas como responsabilidade que ela nunca quis ter começaram a surgir,pessoas daquelas que partem corações também surgiram,as pessoas legais começaram a viajar para longe,amigos encontraram outros amigos.Ela ama todo mundo,ela odeia todo mundo.Há certos momentos de paz,mas sabe como é,ela tem que voltar pra casa.

"Então peço desculpa se ninguém me entende
Me sinto tão confuso e descontente." (♪) [Confissão sem culpa - Branco ou Tinto]

Post inspirado no conto "Domingo" de Caio Fernando Abreu.

Priscilla.

8 comentários:

  1. É verdade : estamos constantemente morrendo.

    =*

    ResponderExcluir
  2. a parte mais dolorida: as pessoas legais começaram a viajar para longe,amigos encontraram outros amigos!
    eh um fato, e doi, doi muito, adorei mega super hiper o texto, e nunca tinha ouvido Branco ou Tinto e adorei =) bjs


    www.umteko.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Tinha tanto esses pensamentos quando tinha 18...

    ResponderExcluir
  4. Isso tudo que você falou é fato!
    O pior é que passamos por isso,mais isso tambem um dia passa, eu espero!

    ResponderExcluir
  5. Eu entendi.
    Mas não sei explicar.
    Estou vivendo uma controvérsia de sentimentos.

    Bejio'
    http://minhaformadeexpressao.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  6. Faz tempo que não deixo comentário por aqui ner? Enfim, me identifiquei pra caramba com esse post,..' (: Até mais^^

    ResponderExcluir
  7. "(...) pessoas daquelas que partem corações também surgiram" Bom é quando a gente supera e aprende a conviver sem essas pessoas ;s

    Achei incrível o texto, beijos!

    ResponderExcluir
  8. menina, seu blog é fantastico! adoro!
    Raquel G. Mesquita (do blog vidamedeica)

    ResponderExcluir

Oi