quarta-feira, 18 de agosto de 2010

Medo desse mundo.

eu tenho medo de sentir,
de viver,de morrer,
de experimentar,
eu tenho medo de crer.
Talvez eu devesse arriscar mais,
mas falta muito para eu confiar na coragem.
Existe vontade,mas sei o que pode acontecer depois
e com certeza
o meu numero de vidas não é dois.
Por isso,me tranco.
Mas é trancada que descubro as melhores coisas do mundo:
poesia,musica,pensar,
significados,cuidado,observar.
Tudo isso tenho no quarto,na janela,na gaveta,
bem ao fundo.
Eu tenho medo de sair depois que vejo coisas absurdas
na TV.
É gente morrendo,é gente matando.
Será possível assim conseguir viver?
Sou vítima do medo
e por conta disso tenho que manter
todos os meus desejos
em segredo.

Priscilla.

4 comentários:

  1. Realmente Pri.
    Em quem devemos confiar, em quem devemos depositar os nossos desejos?
    A vida é assim, cheia de medos e desejos, sem poder desfrutar de quase nada, talvez pelo medo de tentar...
    Beijos.

    ResponderExcluir
  2. Realmente o mundo assusta, e não pouco. Mas privar-se de seus sonhos, seus desejos, talvez seja cruel de mais para você mesma. Como você mesma disse, o número de vida que temos não é dois...

    ResponderExcluir
  3. maperalá, vamos ter cuidado! nenhum sentimento é capaz de roubar tanto o poder de raciocinio quanto o medo. xD

    ResponderExcluir
  4. Somos reféns do medo.

    http://apoesiaestamorrendo.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Oi